Os cuidados de higiene estão diretamente ligados à saúde e bem-estar do seu bebé. Desde a muda da fralda ao banho, aqui poderá encontrar resposta a algumas das dúvidas mais comuns, como colocar uma fralda sem apertar o bebé ou virar tranquilamente um recém-nascido no banho.

Muitos pais consideram impensável viajar com um bebé pequenino. 
Outros, no entanto, acreditam que o bebé terá de aprender a adaptar-se aos ritmos da família, mesmo que isso inclua deslocações.

Com uma boa dose de organização e algumas sugestões práticas, sair com um bebé pode ser uma experiência menos complicada do que parece.

Um recém-nascido exige atenção constante desde o início. Entre dar de mamar, trocar as fraldas e tentar dormir um pouco, talvez seja mais complicado fazer uma viagem, a não ser que seja absolutamente necessário. No entanto, a partir dos três meses, tudo se torna mais fácil. 
Veja as nossas dicas para ajudar a planear melhor a sua saída.

Sair de casa com um bebé, seja para ir jantar fora, para uma escapadela de fim de semana ou para uma longa viagem, obriga a levar um conjunto de objetos essenciais ao bem-estar do bebé e à comodidade dos pais. A lista é quase interminável, mas a verdade é que rapidamente nos habituamos a arranjar o saco do bebé para termos tudo o que precisamos à mão. Inspire-se na lista que criámos para si:

  • Para o transporte:
    Cadeirinha e carrinho de transporte, capa para a chuva ou guarda-sol, manta, gorro e chapéu.

  • Para dormir:
    Chuchas; uma ou duas mantinhas; o brinquedo preferido.

  • Para as refeições:
    Biberões, esterilizador, leite, água, papa, babetes e guardanapos.

  • Para a muda da fralda:
    Mudador, fraldas descartáveis, creme para as assaduras, toalhetes e sacos para as fraldas sujas.

  • Para a higiene:
    Escova, compressas, soro fisiológico, produto do banho, creme hidratante e várias mudas de roupa.

  • Medicamentos:
    Termómetro, o antipirético recomendado pelo pediatra, protetor solar, repelente de insetos, outros medicamentos do bebé, o telefone do pediatra e o boletim de saúde.

Por último, mas não menos importante, não se esqueça da máquina fotográfica e da máquina de filmar, das pilhas, do carregador, dos cartões de memória, etc… Os bons momentos têm de ser registados para mais tarde recordar! 

No inverno, o bebé, tal como os adultos, necessitará de várias camadas de roupa para se sentir quente e aconchegado. Para além da fralda, pode vestir-lhe um body com pernas ou camisolinha interior e calças e, por cima, o babygrow. Depois, embrulhe o bebé numa manta ou vista-lhe um saco de viagem com capuz. Não se esqueça do gorro ou do chapéu.

Acima dos 24ºC, será suficiente uma única camada de roupa. Prefira peças de algodão, com molas de pressão e abertura nas pernas para facilitar a muda da fralda.

Regra geral:

  • O bebé ficará mais confortável e protegido do frio se tiver mais uma camada de roupa que um adulto.
  • Mantenha o bebé afastado de correntes de ar e cubra-o com uma mantinha em locais com ar-condicionado.
  • Os bebés prematuros podem necessitar de uma camada adicional de roupa.

Se tiver dúvidas, aconselhe-se com o seu profissional de saúde. 

Em viagem será mais difícil cumprir escrupulosamente os horários de sono e amamentação que o bebé tem em casa. Com alguma flexibilidade e sempre muito mimo, tudo correrá pelo melhor!

A deslocação e a alteração da rotina podem causar variações no comportamento do bebé. É possível que tenha mais dificuldade em adormecer ou se alimentar. Pode ser que durma menos ou mais que o habitual. Talvez não coma tão bem. Mas não há razão para preocupações. Uma vez de regresso a casa, a rotina diária voltará rapidamente ao normal.

No Carro:

A primeira decisão a tomar é a hora da saída. O ideal é fazer coincidir o início da viagem com a hora 
da sesta ou logo a seguir às refeições. A maior parte dos bebés deixa-se embalar pelo movimento do carro e adormece. Assim tem possibilidade de avançar uma boa etapa da viagem, sem preocupações.
Por lei, o bebé deve viajar sempre instalado no dispositivo de retenção adequado à idade, peso e altura, com os cintos devidamente ajustados e sem folgas.
Planeie também várias paragens para mudança das fraldas, refeições e para descansar um pouco.

No Avião:

Se puder, reserve um lugar no avião só para o bebé e use a cadeirinha de transporte para o instalar. Assim ele viaja mais seguro e você tem mais liberdade de movimentos para cuidar dele. Os bebés viajam muitas vezes ao colo dos pais, mas num voo longo, vai ver que compensa o lugar extra.
Se o bebé chorar ao levantar ou na aterragem, pode dever-se à dor que a pressão do ar causa nos ouvidos. Dê-lhe a chucha, o biberão ou o peito. Os movimentos de deglutição ajudam a aliviar o desconforto.
As normas de segurança atuais, que impedem o transporte de líquidos na bagagem de mão, não 
se aplicam à comida e ao leite de bebé. Informe-se junto da companhia onde fez a sua reserva. 


No Hotel:

Quando reservar o seu quarto de hotel, lembre-se de pedir para lá colocarem também um berço. Verifique se o mesmo é seguro e adequado ao seu bebé. 
Para evitar irritações de pele devidas à textura dos lençóis ou dos detergentes utilizados nos hotéis, leve de casa a roupa de cama para o berço.
Muitos hotéis oferecem serviços de babysitting e programas para as famílias que pode aproveitar 
para descansar um pouco e renovar as energias.