Os cuidados de higiene estão diretamente ligados à saúde e bem-estar do seu bebé. Desde a muda da fralda ao banho, aqui poderá encontrar resposta a algumas das dúvidas mais comuns, como colocar uma fralda sem apertar o bebé ou virar tranquilamente um recém-nascido no banho.

Antes do nascimento, a nossa curiosidade vai para o sexo do bebé. Depois de ele nascer, queremos logo saber o peso. Mas o peso não é o único sinal de saúde. Temos de ter presente que cada criança tem as suas caraterísticas próprias e a ideia de que um bebé gordo é um bebé saudável está há muito ultrapassada.

Nos seus primeiros dias de vida o bebé perde cerca de 5% do peso com que nasceu. Mas rapidamente recupera e começará a aumentar de peso regularmente. Durante os primeiros 3 meses, o bebé pode aumentar até 200g por semana. Depois, com a introdução dos alimentos sólidos, o peso aumenta de forma mais lenta. Ao longo do primeiro ano, o bebé pode triplicar o seu peso e crescer cerca de 25 cm.

O boletim de saúde apresenta gráficos deste tipo, que ajudam os médicos e outros profissionais de saúde a avaliar o desenvolvimento da criança.

De uma forma geral podemos dizer que as linhas de percentil variam entre o 5 e o 95. O percentil 50 representa a média. Assim há crianças que se desenvolvem acima, pelo que são mais altas ou mais fortes, e há crianças que se desenvolvem abaixo, pelo que são mais baixas, ou mais magras. Esta informação só por si não é indicativa de maior ou menor saúde. A grande vantagem destas curvas de crescimento é permitirem detetar desvios e intervir atempadamente se necessário.

Nunca é demais referir que a herança genética tem uma grande importância no desenvolvimento do bebé e da criança. Felizmente, na grande maioria dos casos, as crianças crescem, mais depressa ou mais devagar, de acordo com o seu ritmo próprio, mas sempre bem. O seu bebé transformar-se-á, a seu tempo, num adulto perfeitamente saudável, tal como os seus pais.

Se tiver alguma dúvida, partilhe-a com o pediatra. Ele é a pessoa certa para a esclarecer.