Quando o bebé dá a volta?

O termo "dar a volta" refere-se ao posicionamento do feto em apresentação cefálica ou seja colocar-se de cabeça para baixo. Este acontecimento pode ocorrer em qualquer altura da gravidez sendo mais frequente por volta das 28 semanas. 

Às 28 semanas mais de 50% dos fetos encontram-se cefálicos. 

Após as 37 semanas 96 % a 98% dos fetos estão de cabeça para baixo.
A maioria da grávidas não perceciona o bebé a "dar a volta" mas algumas podem senti-lo como um desconforto abdominal associado a movimentos fetais exuberantes.

Quando é possível saber o sexo do bebé?

Geralmente o sexo do bebé só é conhecido na ecografia morfológica realizada às 20-23 semanas de gestação. No entanto, é possível determiná-lo com alguma segurança a partir das 15 semanas.

No caso de ter necessidade de realizar amniocentese pode ficar a saber o sexo do bebé quando receber os resultados.

É possivel evitar estrias?

Não. As estrias correspondem a ruturas nas fibras de colagénio da pele e o seu aparecimento depende da constituição da pele, do volume da barriga e do aumento de peso. 

Os cremes podem e devem ser colocados de modo a hidratar a pele mas não evitam completamente o aparecimento das estrias.

Posso pintar o cabelo?

Não existem estudos de segurança de uso de tintas capilares durante a gravidez. 

Teoricamente o risco é baixo pois a quantidade de produto absorvido para a corrente sanguínea será mínima, no entanto, deve evitar-se a exposição a qualquer produto tóxico (ex: amoníaco) especialmente no primeiro trimestre da gravidez.

Posso ir ao dentista?

Sim, pode e deve manter os seus dentes saudáveis. 

Os tratamentos dentários não são contra-indicados na gravidez podendo ser feita inclusivamente anestesia local. 

Por vezes é necessário fazer analgésicos para tratamento da dor. Não deve tomar anti-inflamatórios não esteróides. O analgésico de escolha é o paracetamol.

Posso consumir bebidas alcoólicas?

Não. O álcool é um agente teratogénico, ou seja, capaz de induzir malformações no feto. Existe um conjunto de malformações que se relacionam com o consumo de álcool denominado Síndrome fetal alcoólico.

Não se sabe concretamente a dose de álcool capaz de produzir alterações, pelo que, devemos aconselhar a abstinência.

Posso tomar café?

Sim, se está habituada a tomar café pode continuar a fazê-lo, sem ultrapassar as 2 a 3 chávenas de café por dia.

Posso fumar?

As grávidas não devem fumar. O tabaco condiciona aumento de risco de ocorrerem determinadas complicações: descolamento de placenta, fetos com baixo peso e parto pré-termo.

Quando as grávidas não conseguem deixar de fumar na totalidade recomenda-se que não ultrapassem os 5 cigarros por dia.

Quando devo dirigir-me à maternidade?

Deve dirigir-se à maternidade se:

  • Detetar diminuição ou ausência de movimentos fetais
  • Perder sangue por via vaginal
  • Perder líquido por via vaginal (provável ruptura de bolsa)
  • Tiver contrações dolorosas e regulares mantidas

Na fase inicial da gravidez os sinais de alarme e que a devem levar ao médico são:

  • Perdas de sangue por via vaginal
  • Dores fortes de barriga

Como devo valorizar as contrações?

As contrações uterinas são normais a partir do segundo trimestre de gravidez e podem ser mais ou menos percetíveis pela grávida.

Estas contrações fisiológicas são carateristicamente irregulares e esporádicas e originam a sensação de "barriga rija" mas raramente são dolorosas, denominam-se contrações de Braxton-Hicks. 

Pelo contrário, as contrações do trabalho de parto são dolorosas e regulares (por ex de 10/10 minutos) e implicam ser observada pelo seu médico ou no serviço de urgência da maternidade.

Quanto devo engordar durante a gravidez?

O aumento ideal de peso durante a gravidez depende do índice de massa corporal (IMC) prévio à gestação. 
Assim, as mulheres com IMC excessivo (obesas) devem aumentar menos que as mulheres magras (IMC baixo).
As mulheres com IMC normal na altura da conceção devem aumentar cerca de 10 - 12 Kg no total. Até às 20 semanas o aumento desejável é de 3 - 4 Kg e a partir dessa altura, 1,5 a 2 Kg por mês.

O excesso de peso é um factor de risco para o aparecimento de determinadas complicações obstétricas como a diabetes gestacional e a hipertensão arterial, entre outras.

Como evitar a Toxoplasmose?

As grávidas não imunes para a toxoplasmose devem cumprir uma série de regras que visam evitar a infeção durante a gravidez:

  • Não contatar com gatos
  • Não comer carne mal cozinhada (nem enchidos, nem fumados)
  • Não comer alimentos provenientes da terra (vegetais, morangos, etc.) mal lavados
  • Evitar mexer em terra ou em carne crua diretamente com as mãos (usar luvas)

Posso viajar?

De um modo geral as grávidas podem viajar, no entanto, devem estar atentas a algumas restrições / cuidados:

  • se fizer uma viagem longa de carro deve parar com alguma frequência (1 a 2 horas) e caminhar durante 5 minutos;
  • se viajar de avião deve hidratar-se devidamente, usar meias de descanso e caminhar no corredor do avião em intervalos frequentes de tempo;
  • A maioria das companhias aéreas restringe o voo a grávidas com mais de 32 semanas;
  • Deve evitar viajar para países com elevada prevalência de determinadas doenças infeciosas.

Posso trabalhar sem restrições?

Depende do tipo de trabalho que tem e da sua situação clínica. Se a gravidez está a decorrer sem complicações deve trabalhar e manter uma vida laboral o mais normal possível.

Se a sua atividade profissional implica o contato com agentes potencialmente nefastos como, por exemplo, radiações ou químicos perigosos, deve abster-se desse contato modificando temporariamente o seu tipo de trabalho.

Posso ir à Praia?

Sim, pode e deve fazer praia desde que respeite determinadas regras:

  • Evitar os períodos de maior calor
  • Beber líquidos em quantidade para se manter hidratada
  • Evitar exposição solar direta prolongada
  • Evitar banhos de mar quando este se encontra agitado pelo risco de eventual traumatismo

Posso tomar medicamentos?

Em regra durante a gravidez deve evitar a toma de medicamentos, no entanto, em determinadas situações pode haver necessidade de o fazer.

Existem medicamentos cuja segurança está demonstrada na gravidez como por exemplo, o paracetamol, alguns antibióticos, alguns anti-ácidos, alguns laxantes, etc. 

Ainda assim, não deve tomar qualquer medicamento sem consultar o seu médico.

Posso comer doces?

Os alimentos açucarados devem ser evitados durante a gravidez. Por norma, não deve consumir bolos, gelados, bolachas ou chocolates.

Esta restrição deve-se ao facto das grávidas terem uma tendência fisiológica para ter hiperglicémia (valor elevado de açúcar no sangue).

Este é o motivo pelo qual é relativamente frequente a ocorrência de diabetes durante a gravidez (Diabetes Gestacional).

Posso comer marisco?

Sim, desde que não seja alérgica ao marisco em causa e esteja em boas condições de preservação. O risco de comer marisco prende-se com a possibilidade de ter uma intoxicação alimentar (vómitos e diarreia) e das suas eventuais consequências (ex: desidratação) mas não tem risco de transmissão de qualquer doença ao feto.

Posso fazer a depilação?

Sim, no entanto pode ter que adaptar o método utilizado ao estado de gravidez. Assim, não deve fazer depilação a LASER e deve evitar os cremes depilatórios.
Pode usar preferencialmente cera, lâmina ou máquina depilatória.
Qualquer zona pilosa pode ser depilada (ex: virilhas, barriga, etc.).

Posso ter relações sexuais?

Sim, em regra as relações sexuais são permitidas em qualquer fase da gravidez. No entanto, existem circunstâncias que obrigam a abstinência sexual como por exemplo, hemorragias por via vaginal, ameaça de parto pré-termo, placenta prévia, etc.

Se existir qualquer uma das situações mencionadas será o seu médico a fazer explicitamente essa recomendação.

Posso fazer exercício físico?

Pode e deve praticar exercício, no entanto, o tipo de exercício deve ser adaptado à gravidez e à sua preparação física. Assim, deve evitar exercícios potencialmente perigosos ou de grande impacto ( Judo, equitação, alpinismo, etc...) e exercícios que impliquem grande esforço cardiovascular (ex. step, corrida, desportos de alta competição, etc).

Os desportos mais adaptados são a caminhada, a natação livre e a hidroginástica. As atividades em meio aquático são adequadas pois o impacto no solo é muito reduzido e a gravidade é menos notória.