Este texto pretende esclarecer dúvidas e abordar as alterações processadas no decurso da gestação, de modo a facilitar o entendimento das mesmas. Não substitui, de modo nenhum, a vigilância de rotina da gravidez e os cuidados/conselhos prestados pelo seu médico assistente.

Por convenção determinou-se que para a datação da gravidez se considera o 1º dia da última menstruação como o "dia zero". E contam-se semanas consecutivas após este dia. Assim, em termos técnicos, falamos em semanas e não em meses.

É respeitando esta nomenclatura que desenvolvemos este texto abordando as alterações ocorridas na grávida e no embrião/feto nas diferentes etapas da gestação.


Conheça a Obstetra

A Dra. Mónica Centeno licenciou-se pela Faculdade de Medicina de Lisboa em 1997. É especialista em Ginecologia e Obstetricia e exerce funções como médica obstetra na consulta de medicina materno-fetal do Hospital de Santa Maria e em regime privado na clínica Gerações. É assistente da Faculdade de Medicina de Lisboa lecionando no âmbito da cadeira de Ginecologia e Obstetricia. É autora e co-autora de inúmeros trabalhos apresentados e publicados, incluindo 3 capítulos (autoria e co-autoria) do livro: “Medicina materno-fetal”.